um murro no muro

Mercadorias, melancolias e melodias…
Produtos e subprodutos.
Posso me revoltar sem armas?
Talvez uma picaretada
Na cara do picareta.
Ou um murro no muro.

Os muros são duros,
São surdos,
São mudos,
São surdos-mudos.
Nem adianta explicar.

Perdemos o mundo
Pouco a pouco
Por entre os dedos dos pés,
Na lama da terra,
Nos crimes selvagens.

O que há de melhor em mim
É a revolta
No lamaçal de lodo
De onde me salvo.

Ricardo Starling

Brasília, 2 de fevereiro de 2021

Um comentário em “um murro no muro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s